Provérbios e prosas IX

O importante não é o caminhar rápido, Mas sim chegar ao destino. Quem muito corre, Muito se cansa. Ligeiro é o relâmpago, Mas logo desaparece. Minha mãe lavava a roupa, E eu destruí sua caixa de sabão. Revoltado eu vivia, Entretanto, ninguém via-me. Engolia a seco minha rebeldia E em silêncio sofria. O mais rico…

Provérbios e prosas VIII

Não pense tão alto de ti mesmo, Ao ponto de não restar espaço para você voar. Não pense tão baixo de ti mesmo, Ao ponto de não restar espaço para pousar. Teu riso seja na medida certa, De preferência que teus inimigos não ouçam. Juntávamo-nos todas as tardes parar nada, Sonhava-se tolices, Esbanjava-se misérias, Ríamo-nos…

Provérbios e prosas V

Amou tão fácil Que depressa esqueceu-se. Desejou tão profundamente Que depressa sufocou-se em sua própria aspiração. Durante dias e noites Num trilho de ferro frio, No fervor de um trem escaldante, Atravessei a Índia do Ocidente ao Oriente. Com o coração não se brinca, A menos que queira chorar. Os sentimentos tomam vida, Que causam…

Meu Natal 

A lembrança dos meu natais São vagas. Não recordo-me de celebrações anuais, Mas de uma vaga lembrança pontual Que não traz-me saudades. Minha infância foi de natais vazios de festas e vazios de Jesus. Talvez seja apenas a minha mente fraca em recordar algumas coisas, Talvez seja o vazio que realmente sempre existiu. Um vazio…

Na escuridão da noite 

Na escuridão da noite, Ouço a voz do silêncio. Solitário numa madruga que insiste em não chegar ao fim, Sinto a presença dos que a longo tempo deixaram-me. Não, não é fantasma ou espírito, Mas a lembrança continua que nunca se desvanece. Minha alma é pura confusão, Confusão que envolve seres, lembras, pessoas e amores.…

O amanhã

Dizem que os pontos negros nos poros da pele são células mortas, Bem como a poeira que insiste em surgir sobre os móveis quando a casa está fechada. Por mais que eu atrase o relógio, O tempo insiste em ir adiante. Há aqueles que sentem a necessidade de mentir a idade, Minha tia nunca saiu…