Browsing All Posts filed under »Poesia«

Provérbios e prosas IX

Abril 22, 2017

1

O importante não é o caminhar rápido, Mas sim chegar ao destino. Quem muito corre, Muito se cansa. Ligeiro é o relâmpago, Mas logo desaparece. Minha mãe lavava a roupa, E eu destruí sua caixa de sabão. Revoltado eu vivia, Entretanto, ninguém via-me. Engolia a seco minha rebeldia E em silêncio sofria. O mais rico […]

Dor

Abril 18, 2017

1

E eu que achava que as poesias só falavam de flores e amores, Foi quando minh’alma inchada pelas dores desta vida , Procurou nos versos uma palavra de alento. As poesias para mim sãos fragmentos, Uma palavra aqui, Um verso acolá, Que vou ajuntando na medida em que caminho em busca de consolo. O que […]

Provérbios e prosas VIII

Abril 11, 2017

0

Não pense tão alto de ti mesmo, Ao ponto de não restar espaço para você voar. Não pense tão baixo de ti mesmo, Ao ponto de não restar espaço para pousar. Teu riso seja na medida certa, De preferência que teus inimigos não ouçam. Juntávamo-nos todas as tardes parar nada, Sonhava-se tolices, Esbanjava-se misérias, Ríamo-nos […]

Marcas

Abril 10, 2017

2

Os anos passam E deixam suas marcas. As circunstâncias passam E deixam suas marcas. Nós passamos E deixamos nossas marcas por Luis A R Branco @LuisARBranco

Vil beleza

Março 31, 2017

0

Dentre os vazos escolhi o menor Para plantar a tenra flor. Tão frágil era, Que o simples vento causava-lhe pavor. Junto à flor finquei uma vara, Que ante a sua fragilidade, Servia-lhe de um apoio Que evitava a desgraça de uma queda. Uma queda ou um vento mal disposto Era a sua infeliz desgraça. Um […]

Provérbios e prosas VII

Fevereiro 27, 2017

1

Apega-te a pouca coisa Para que o teu fardo seja leve. Quanto mais cedo abandonarem o excesso, Mais prazerosa será a jornada. Vovó era simples, Fazia bolos e pães em um forno feito no barranco de barro. Numa mesa de madeira rústica, Sentavamos a espera do pão quentinho. Escolha primeiro o caminho certo, Se estiver […]

A vida em milésimos de segundos

Fevereiro 16, 2017

1

Enquanto caminhava passou-me a vida diante dos olhos, Em milésimos de segundos. Sentimentos de satisfação e insatisfação inflaram-me o peito. No caminho um puto ao telefone, Que pela intensidade das palavras pareceu-me que falava com a namorada. Uma nostalgia de um tempo vivido e outros não vividos invadiu-me a alma. Ver a vida em milésimos […]