Provérbios e Prosas X

Posted on 1 de Julho de 2017

1


Faz-se um amigo,
Ganha-se um irmão.
A amizade não conhece distância,
É na lembrança que a amizade sobrevive.
Entre dois camaradas a amizade nunca corre perigo,
Mas não pode abusar!

Tinha um amigo do peito,
Mas abusou da liberdade e ofendeu minha mãe.
A amizade continuou,
Mas seu brilho ofuscou.
Na despedida ela se desfez como um castelo de areia.
Na amizade preserva-se as coisas santas.

Em Portugal dizemos adeus todos os dias,
Mas nos veremos novamente amanhã.
No Brasil diz-se até amanhã,
Mas não nos veremos nunca mais.
O importante não é a precisão do que se diz,
Mas os interstícios entre uma palavra e outra.

Numa viagem fiz um amigo,
Não durou muito,
Apenas uma viagem.
Não falávamos a língua um do outro,
Nos entendíamos com o olhar.

Ferro com o ferro se afia,
Mas de tanto afiar o ferro se acaba.
Comigo só se erra uma vez,
De cada vez.
Parti com raiva e voltei com saudade.

Morreu e nem amigo tinha para carregar o caixão,
Isto por que a vida inteira lhe carregaram as ofensas.
Prezo mais o abraço do que o aperto de mão,
Há metafísica no abraço.
Abraçou-me o amigo e depois morreu.

por Luis A R Branco

Anúncios