Pobreza de cultura

Posted on 21 de Setembro de 2016

2


Em minha tese de doutorado, explico que durante a minha pesquisa observei como o mercantilismos adotou uma pobreza de linguagem, tipo nomes que não dizem nada, com dois, três ou quatro letras. Por exemplo: Oi, Tim, HSBC, Itaú, Meo, IBM, Intel, etc… e ao contrário de serem claros no que propõem, apelam para os símbolos. Esta atitude sofre o efeito cascata, chega na arte e ouvimos musicas que só têm três refrões e viram sucesso, quadros em que pintores atiram tinta na tela e vira arte, filmes cheio de ações mas sem diálogo e são campeões de bilheteria, e por aí vai… uma miséria de cultura.

por Luis A R Branco 

Anúncios