Cartão de Crédito – Irregularidades e como reduzir minha dívida

Segundo site do PROCON/SP, Cartão de Crédito é “um meio que possibilita o pagamento à vista ou parcelado de produtos e serviços, obedecidos requisitos pré-determinados, tais como, validade, abrangência, limite do cartão. Foi criado com a finalidade de promover o mercado de consumo, facilitando as operações de compra“.

A primeira empresa no mundo a oferecer o serviço de cartão de crédito, a Diners possui aceitação em mais de 185 países, reunindo soluções variadas para gestão de despesas para empresas de todos os portes.

A economia brasileira vem usando este método em larga escala. Pesquisando, encontraremos uma boa soma de informações acerca do tema, sob a ótica do consumidor final, sobre os perigos do uso indiscriminado, as altas taxas de juros, benefícios de programas de milhagem. Porém, teremos dificuldades de entender como funciona a indústria do cartão de crédito, ou seja, como os bancos e demais participantes ganham dinheiro com isto (?).

Quando uma operação de compra e venda é feita por meio desta indústria de cartões, cinco personagens principais figuraram ativamente nesse negócio tão crescente. 1. Os Consumidores que são os portadores do cartão e quem faz a compra. 2. Os Estabelecimentos comerciais que são os lojistas e aceitam o cartão como forma de pagamento. 3. O Emissor é quem se relaciona diretamente com o consumidor, analisa a proposta de adesão, determina os limites e taxas cobradas. 4. O Credenciador que é a empresa que relaciona diretamente com os estabelecimentos comerciais. 5. A Bandeira é a chamada “marca” do cartão, estabelecendo algumas regras, oferecendo certas infraestruturas e fazendo pesquisas para desenvolvimento do sistema.

As taxas (Taxa é um tributo) de administração cobradas variam, dependendo do ramo do comerciante entre 1,5% a 3,5%. Para o lojista vale a pena pagar a taxa, pois muitos só usam cartões, além disto, diminuem a inadimplência. Eis uma vantagem sobre o uso de cheques ou boletos.

Passível de negociação, o aluguel de uma máquina pode variar de zero a R$ 150,00 por mês, dependendo do volume mensal negociado com operação no cartão de crédito/débito e quantidade de máquinas requeridas, por exemplo.
De antemão sabemos que o dinheiro é transferido ao lojista, eletronicamente, em trinta dias, vendendo no crédito e no débito o depósito é realizado no dia seguinte.

Quando a compra é parcelada, o lojista recebe parcelado, conforme o parcelamento. Em caso de antecipação o crédito desconta juros, conforme a negociação desejada. Sendo o parcelamento feito direto pelo cartão, que incide juros para o cliente, aí o lojista recebe o total da compra depois de 30 dias debitado um percentual um pouco superior ao da venda a crédito direto.

Para Marcelo Nakagawa, coordenador do Centro de Empreendedorismo do Insper, o Empreendedor deve colocar no papel todos os custos que envolvem adotar uma bandeira de cartão na sua empresa. “Ele deve planejar os custos fixos e uma projeção para comissão de cartão de crédito e de débito, além do valor do aluguel da máquina e o custo da conta telefônica ao fim de um mês”, afirma. Dessa maneira, ao conversar com os responsáveis pelas operadoras de cartões de crédito, o poder de negociação aumentará e alguns devem ser tomados com antecipação:

Conheça a sua real necessidade dentro da empresa. Compare as vendas com os meses anteriores. “Se a clientela prefere pagar em dinheiro, o aluguel da máquina passa a ser um custo fixo a mais”, explica Alessandro Saad, professor da Business School São Paulo.

Pesquise as taxas. Tornar sua empresa atraente fará com que a operadora não queira perdê-la para a concorrência. Nakagawa explica que dependendo da bandeira adotada, há a possibilidade da antecipar recebimentos das vendas via cartão de crédito e isso varia de banco para banco.

Negocie um programa de benefícios. O acúmulo de pontos com o uso das máquinas de cartão pode ser uma vantagem para o pequeno empresário. É possível trocar pontos acumulados pelas vendas por prêmios que podem acabar beneficiando sua equipe de funcionários.

A máquina pode ser autossustentável. Determinadas operadoras de cartão de crédito permitem que outros serviços sejam realizados na máquina, como a recarga de celulares pré-pagos. Essa opção pode ser interessante, por exemplo, para lanchonetes, padarias ou farmácias. Cada vez que o serviço é utilizado a empresa recebe uma quantia que, ao longo de um mês, pode cobrir o valor do aluguel da máquina, caso a clientela aceite a oferta do serviço.

Negocie em conjunto. Antes de negociar com as operadoras, consulte os empreendedores da sua região. Verifique quais são as bandeiras mais utilizadas e, se possível, descubra as taxas de comissão cobradas e terá argumentos para negociar as taxas.

Quanto ao Consumidor Final considere sempre que os juros cobrados dos cartões ultrapassam a casa dos 400% ao ano, e isso é abusivo. Sendo assim, se você está pagando o mínimo há mais de dois meses e não consegue quitar a dívida, tome algumas medidas:

a) Não efetue mais compras.
b) Não faça parcelamento de fatura, tão pouco empréstimos com juros menores, ou ainda use o limite do especial.  Lembre-se, dívida se paga com o que se ganha e não com novos empréstimos.
c) Jamais aceite propostas de acordo cujo valor da parcela mensal seja superior a 20% da sua renda;
d) Caso o cartão de crédito não aceite a sua proposta, você tem a opção de pedir a revisão de sua dívida em juízo.  Judicialmente os descontos oferecidos giram em torno de 85%.
e) Além disso, enquanto discute sua dívida tem a possibilidade de tirar seu nome de restrição.
f) A ação revisional de cartão de crédito consiste na revisão dos juros, taxas e tarifas praticadas pela administradora de cartões.
g) Enquanto sua dívida é revisada pede-se ao judiciário uma liminar autorizando que se faça um depósito judicial com base na sua renda demonstrando ao juizado a boa fé do consumidor.
h) Desta forma o consumidor deixa claro que deseja pagar sua dívida, mas que porém, não concorda com os valores e ou propostas de acordo oferecidas pela administradora de cartões.
i) É principalmente por esse motivo que se oferece ao juiz um depósito mensal em juízo, pois é necessário mostrar sua intenção de pagar.  Ou seja; em uma única ação judicial você faz a revisão da sua dívida e busca pela retirada da restrição do seu nome.

Indústria-do-cartão-de-crédito

Notemos então, que existe uma complexa estrutura por detrás de uma simples compra com cartão de crédito. Quanto mais onerosa ela for, mais os lojistas deverão repassar esses custos para o preço final de seus produtos/serviços, prejudicando sempre o Consumidor Final. Precisamos estar atentos e lutar por uma maior competitividade no setor, resultando assim em ganhos significativos para toda a população brasileira. E, quem sabe até mesmo fazer um estudo, partindo para uma Educação Financeira antes de implantar o sistema e/ou adquirir uma mercadoria/serviço?!

Marilene Marques é mineira, Vila de Assaraí, Pocrane, MG. Contabilista Aposentada, trabalhando com Voluntariado Social. Trabalhou na Cia. Aços Especiais de Itabira – Acesita – APERAM, no Instituto Educacional Ebenézer; Escola Estadual Polivalente Pe. José Maria De Mann; Mega e Tomaz Contabilidade e outros. Vale do Aço, MG.

Colaboração e Revisão Prof. Wilson Solani Brinkmann, Economista, Administrador de Empresa, Comunicação Social, Publicidade/Propaganda.
https://www.elavon.com.br/bandeiras.php
Prof. Elisson de Andrade.
Cartão de Crédito: Como funciona esse mercado
O que as operadoras de cartão de crédito não dizem aos empreendedores 

Adendo*
Primeira empresa no mundo a oferecer o serviço de cartão de crédito, a Diners possui aceitação em mais de 185 países, reunindo soluções variadas para gestão de despesas para empresas de todos os portes.
Uma das maiores operadoras de serviços dos Estados Unidos, a Discover é uma empresa líder em inovação e tecnologia, além de ser responsável pela emissão e gestão de cartões das principais bandeiras presentes no mundo.
A Elavon conseguiu em período recorde a autorização para operar no mercado brasileiro com as principais bandeiras de aceitação internacional Visa, MasterCard®, Diners e Discover. A empresa tem planos de trabalhar com todas as bandeiras, sejam elas regionais ou nacionais.
Com atuação mundial, a Visa desenvolve e disponibiliza cartões para pessoas físicas e jurídicas e ainda oferece soluções específicas para governos.
Além de promover o comércio global e fornecer um elo econômico essencial em todo o mundo, a Mastercard® Worldwide processa aproximadamente 22 bilhões de pagamentos a cada ano.
Há mais de 38 anos no mercado, a VR Benefícios apresenta um portfólio de produtos e serviços para facilitar o trabalho dos gestores de Recursos Humanos das empresas e de seus beneficiários, como o VR Refeição, o VR Alimentação, o VR Auto e o VR Cultura. É compromisso da VR com seus parceiros na rede de estabelecimentos, proporcionar fluxo de clientes e eficiência na operação. Nos últimos anos, a VR foi eleita seis vezes como a empresa da categoria benefícios que mais respeita o cliente.
Presente no Brasil desde 1976, a Ticket conquistou a liderança histórica com o Ticket Restaurante. Nestes 40 anos no País, a empresa também ampliou seu leque de atuação, com o lançamento de produtos inovadores como o Ticket Alimentação, Ticket Car, Ticket Transporte e Ticket Cultura. Com abrangência nacional, a Ticket atende a 70 mil empresas-clientes e mais de 5 milhões de usuários, com 4,3 milhões de cartões eletrônicos em operação aceitos em uma rede de 320 mil estabelecimentos credenciados em 4,8 mil municípios brasileiros.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Cartão de Crédito – Irregularidades e como reduzir minha dívida

    • José Carlos, Obrigada pela sua leitura e comentário. Realmente se bobearmos em qualquer gasto desnecessário, ficaremos sem o arroz com feijão. Portanto, precisamos ser administradores e economistas natos, além de sermos advogados, médicos e tudo mais para resguardarmos do pior. Nossa cabeça vai a mil por hora. Cuidemos, em todos os sentidos. Boa semana!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s