Amizade

Posted on 2 de Abril de 2016

1


4-590x393
Esta noite recebi uma chamada inesperada, dois amigos com suas respectivas esposas, chamaram-me apenas pelo prazer de podermos falar coisas simples, mas de grande significado, como, por exemplo, “estou orando por você”, “que saudade de vocês”, coisas do género. Conhecemo-nos os três na mesma ocasião, há um pouco mais de doze anos, vimo-nos pouco durante este tempo, mas nossa amizade, interesse mútuo e o carinho que nutrimos uns pelos outros faz com que uma chamada de alguns minutos, fosse como nada tivesse mudado nestes doze anos. Ah, como é bom um amigo sincero! Assim escreveu Túlio Cícero: “Quem afasta a amizade da vida parece que arranca o sol do mundo, pois os deuses imortais não nos deram nada melhor nem mais doce.” Nestes meus quarenta e dois anos de vida, vinte deles a andar pelo mundo, me proporcionou boas amizades, quando vejo o mapa-múndi surpreendo-me com o fato de ter amigos espalhados por todo lado. Sim, nem tudo é perfeito, e para citar o poeta inglês Philip Larkin: “Eu não tenho inimigos, mas há pessoas que não gostam de mim.” Mas estes, pouco importa, devo deixá-los seguir com suas vidas, sem causar-lhes prejuízo, e seguir com a minha vida e os amigos que Deus trouxe até mim em nesta caminhada terrena. Há ainda aqueles que destroem suas amizades, e por coisas tão banais e egotistas. Muitos dos danos causados nestas amizades são por vezes irreparáveis. E como a amizade é voluntária, uma vez afetada a confiança e o respeito, dificilmente voltará a ser a mesma coisa. Isto deve servir-nos de lembrança que a boa amizade é para ser guardada, como disse o cancioneiro, “debaixo de sete chaves.” Se eu posso desejar-lhe algo hoje, desejo-lhe um amigo!

~ Luis A R Branco 

Anúncios
Tagged: ,
Posted in: Curtas