Domingo de Páscoa 

 

Num Domingo de Páscoa estávamos numa ilha islâmica no mar de Andamão, numa viagem de quarenta e cinco dias em pequenos barcos que culminou na Malásia. Nesta ilha ficamos uma semana, dormíamos em tendas e a pesar da distância e da saudade, estar ali era algo singular. Meu colega de viagem, um missionário norte-americano, foi um grande companheiro numa viagem que nunca mais repetir-se-à. Naquele Domingo sentíamos muita saudades da igreja, seja ela qual fosse, na ilha onde estávamos não havia nenhuma, católica ou protestante. Então fomos até uma pequena venda onde compramos um pão e um suco de uva e entramos pela floresta até encontrarmos um local tranquilo e seguro. Fizemos algumas orações, lemos alguns versos bíblicos e ali naquela floresta numa ilha no meio do mar, há dezoito anos celebramos a Páscoa com a Ceia do Senhor. Cantamos alguns hinos, oramos pelo povo daquela ilha e pelos cristãos ao redor do mundo que naquele domingo, assim como nós, celebrava a ceia clandestinamente.

~ Luis A R Branco 
 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s