Eu creio, mas tenho dúvidas!

Posted on 11 de Março de 2016

1


1

Tornei-me evangélico muito novo, apesar da idade, por convicção pessoal. Disseram-me categoricamente que eu deveria crer sempre e nunca duvidar, só esqueceram de dizer-me, assim como João, que eu não deveria crer tudo (1 Jo 4:1). Quando descobri que ter dúvidas não é pecado foi como uma libertação! Foi a dúvida, muito mais que a fé que levou-me a estudar e a buscar na espiritualidade respostas para as quais nunca obtive e muitas para as quais continuo sem resposta. Não, não creio em tudo sem antes examinar e examinar, algumas vezes por meses, ainda tenho dúvidas a cerca de tantas coisas. Sou descrente? Bem, para alguns talvez eu seja, mas sinto-me mais seguro, menos contraditório, livre de esquizofrenias religiosas. Tornei-me um amante de Deus, o qual busco conhecer a cada dia, bem como lidar com aspectos do seu ser que ultrapassam meu intelecto. Tornei-me um estudioso das Escrituras, da humanidade, da teologia e da filosofia em busca de um pouco mais de compreensão. Deixei de ter medo de ter medo, deixei de ter medo de duvidar, deixei de lado as preocupações em ser o melhor dos discípulos e reconciliei-me com a minha humanidade, tornei-me mais feliz. Como disse certo teólogo alemão: “Se não há espaço para a dúvida, não há espaço para mim.”
~ Luis A R Branco 

Anúncios
Posted in: Curtas