Literal ou alegórico? 

Posted on 9 de Março de 2016

0


Four_Ls_Excentric_II
O que na Escritura é literal ou alegórico? Este é um ponto de tensão não apenas entre a teologia e a ciência, teologia e filosofia ou mesmo dentro da própria teologia. Antes de responder a esta pergunta e bom pensar na época em que vivemos, uma época dominada pelo niilismo que desafia toda forma de absoluto, bem como o relativismo que busca nivelar todas as teorias e a partir desta perspetiva absorver o que parece mais atraente nas diferentes correntes ideológicas. Alguns escritores da pósmodernidade como Robert Crosman diz: “O significado é exatamente como queremos que ele seja”. E outro como Stanley Fish diz : “A resposta do leitor não é apenas para o significado, é o significado.” Estes pensamentos retiram da Escritura aquilo que de fato da a mesma todo o sentido de ser: verdade absoluta e palavra inerrante de Deus. Numa resposta a minha primeira pergunta prefiro dizer que num sentido pleno a Bíblia é uma verdade literal, e, num sentido mais específico ela contém alegorias. Estas alegorias são facilmente identificadas quando observando o texto bíblico e notamos que ele mesmo nos deixa perceber seu alegorismo quando nos diz por exemplo: “E vi um como… ” (Ap 15:2). Ou quando diz:”E ele lhes propôs esta parábola… ” (Lc 15:3). Nestas passagens estão implícitos os sentidos alegóricos do texto. Indicações como estas permitem-nos perceber o que é literal é o que é alegórico. Devo resistir as tentações das argumentações eruditas que diminuem o valor da palavra de Deus e simplesmente abraçar a Escritura como as palavras perfeitas de um Deus perfeito. 
~ Luis A R Branco 

Anúncios
Posted in: Curtas