O Brasil Bipolar

images

A doença bipolar, também conhecida como o Transtorno Bipolar, é marcado por alterações no humor que se desencadeiam em episódios depressivos alternando-se com episódios de euforia, também denominados de mania. Quando penso no Brasil bipolar é exatamente estes sintomas políticos-sociais que observo na sociedade brasileira. No Brasil não existe uma pluralidade de ideologias, nem espaço ou respeito para tal. O que vemos é um transtorno político-social denominado direita e esquerda.

O Ex-ministro da Fazenda (governos Costa e Silva e Médici), economista, ex-deputado federal e Professor catedrático na Universidade de São Paulo Dr. Antonio Delfim Neto escreveu o seguinte em sua coluna na Folha de São Paulo:

De “direita” era o sujeito antiquado, pouco imaginativo, resistente ao “progresso”, defensor da “ordem”, que acreditava na produtividade do trabalho e desconfiado da democracia. Estava preocupado com a sua “liberdade”, que, a história mostra, costuma ser morta pelo excesso de “igualdade”. Acreditava em Deus e que, no mundo que Ele criou, 2+2=4, o que ele comprovava, empírica e diariamente.

De “esquerda” era o sujeito “progressista”, que defendia a “igualdade” da qual emergiria, naturalmente, a “liberdade”. Supunha-se portador do futuro e, portanto, saber para onde iria o mundo. Os intelectuais do século 20, inclusive no Brasil, lhe haviam ensinado a “verdade”: o mundo caminha para o socialismo e ele está sendo construído por Lenin e Stalin, no paraíso soviético…

Delfim Neto, sendo ele próprio um caso de bipolaridade ideológica, explica com poucas palavras aquilo que seria a definição sucinta da direita e da esquerda. A bibolaridade de Delfim Neto serve-nos como um modelo daquilo que observamos na política e sociedade brasileira. Ele foi ministro da Fazenda dos governos militares de Costa e Silva (1967-1969) e Médici (1969-1973), e ministro da Agricultura do governo Figueiredo (1979-1984), gestão durante a qual também foi secretário do Planejamento, controlando o Conselho Monetário Nacional e o Banco Central. Além disso, foi integrante do Conselho Consultivo de Planejamento do governo Castelo Branco (1964-1967). É lembrado, ainda, por ter sido um dos signatários do Ato Institucional Nº 5, de dezembro de 1968, medida que endureceu o regime militar. No entanto, após o fim de seu mandato parlamentar e a reeleição de Lula, Delfim passou a aconselhar o presidente com bastante frequência e em 2012 elogiou a política de Dilma Rousseff. É cômico ou não é?

A mesma incógnita ocorre com a pseudo política de esquerda adotada pelos governos petistas que apenas floresceram quando valeram-se da herança de direita deixado pelos governos anteriores. Hoje temos um governo pseudo socialista, com uma falácia de esquerda, fundamentado em ideologias comunistas, mas que espoliam os cofres públicos em benefício próprio. É uma contradição ouvir Lula falar sobre distribuição de renda, da necessidade de manter este sistema assistencialista implantado no Brasil enquanto sua família se tornou uma das mais ricas do Brasil desde o período em que assumiu a presidência da república. E o que dizer de todos os criminosos da cúpula do PT, acusados, investigados, julgados e condenados por meterem a mão no dinheiro público? Esta doença bipolar que assola a política e a sociedade brasileira é realmente impressionante.

Ultrapassa a bipolaridade e chega à idiotice ver figuras como o deputado e homossexual Jean Wyllys vestindo-se de Che Guevara ou apoiando o ensino islâmico nas escolas brasileiras, embora, se vivesse em qualquer destes regimes seria preso ou executado por sua preferência sexual.

Não sou expert em política, portanto, estou disposto, uma vez convencido do contrário, que no Brasil exista alguma política exclusivamente de esquerda ou de direita. O que vemos é uma síndrome bipolar, onde a diferença existe apenas na ideologia, enquanto que na prática o que existe é uma política só, a da pior espécie, tudo junto e misturado.

por Luis A R Branco

Leia o livro “Brasil: o país de plástico” disponíveis nas lojas online abaixo:

bd8ede61-bed9-4e45-b065-137fc9ad3b12

ONDE COMPRAR

Anúncios

6 pensamentos sobre “O Brasil Bipolar

  1. Luis, de sua brilhante reflexão, o fechamento não deixou de ser com chave de ouro em ….” O que vemos é uma síndrome bipolar, onde a diferença existe apenas na ideologia, enquanto que na prática o que existe é uma política só, a da pior espécie, tudo junto e misturado”….O personagem citado em seu texto, ocupou diversos cargos na política do Brasil durante a ditadura militar, e também após esse período…vinha com frequência à mídia, nos dizer que no Brasil, o bolo deveria crescer primeiro, para depois ser divido, creio que sua menção, quanto a divisão, estava ligada diretamente aos Sr.Feudais, àqueles proprietários dos respectivos partidos políticos, os mesmos de sempre…com certeza!

  2. Este é um dos mais engraçados maníacos brasileiros que conheci. Primeiro não existe ideologia pura para que ele exija uma diferenciação política clara entre esquerda e direita, depois nem ele mesmo sabe o que é esquerda e direita se valendo de uma definição tortuosa de outro igual. Por fim, não é o Ministério do Planejamento não controla o Banco Central. O Banco Central é supervisionado pelo Conselho Monetário Nacional. O cargo do dirigente máximo do BC passou à condição de Ministro de Estado pela Lei nº 11.036, de 2004, referendada pelo STF. O Conselho Monetário Nacional foi instituído pela Lei 4.595, de 31 de dezembro de 1964, é o órgão responsável por expedir diretrizes gerais para o bom funcionamento do SFN. Integram o CMN o Ministro da Fazenda (Presidente), o Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão e o Presidente do Banco Central do Brasil. A euforia cria uma realidade individual, que ele não conseguiu escapara. Pode?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s