Meu Portugal

Posted on 10 de Junho de 2015

3



Azul como é a cor do teu céu,
Noutro lugar não há.
Teus mares e teus rios banham esta terra de
Vinhas, cortiças, hortaliças e olivais.

Terra de homens valentes,
Navegaram o Ocidente e o Oriente.
Conquistaram terras de brancos, pardos e negros,
Expandindo as fronteiras do nosso pequeno Portugal.

Teus poetas nutriram sonhos e amores,
E teus fados as lágrimas e dissabores.
Teus vinhos a alegria de ricos, pobres, religiosos e pecadores.
Não há quem por ti não caia meu Portugal, em felicidades e amores.

Terra de meus antepassados,
Que um dia para o outro lado do Atlântico partiram,
Mas retornei a ti meu Portugal,
Como um filho pródigo volta ao pai esquecido.

Quem saberá até onde chegou Camões e os Lusíadas?
Quem saberá quantas almas foram tocadas por Fernando Pessoa?
Quem no mundo não apaixonou-se pelos versos de Florbela?
Quem não teve o peito inflado por pelos versos de Almeida Garrett.

Teus reis, homens de grande bravura,
Onde no mundo há um rei como Infante Dom Henriques?
Expulsou com a destreza da sua espada os invasores mouros.
E ali na belíssima cidade de Guimarães fez nascer Portugal.

Celebramos o Portugal milenar,
Que atravessou anos de alegrias e anos de dores.
Continuará a existir e a fazer história,
Pois somos um país de grandes valores.

Viva Portugal,
Viva mil anos mais!
Quem foi rei nunca perde a coroa,
E tua glória não se apagará jamais!

Se você gosta das minhas poesias adquira algum livro, tal como “Poemas” e assim contribuirá para que eu possa manter este blog e a oferecer todas as minhas poesias de graça.
Anúncios