Deus é bom

Extraído do Google Imagens

Extraído do Google Imagens

Infelizmente, um dos estragos da teologia da prosperidade ou teologia da fé, adotada por diferentes grupos cristãos fez com que a certeza de muitos na bondade de Deus se esmorecesse. Já não se ora mais como um filho que pede alguma coisa ao seu Pai amado, mas com uma incerteza e insegurança se Deus de fato nos atenderá ou se devemos simplesmente deixar de pedir e que “seja feita a vontade de Deus”.

A vontade de Deus sempre será realizada, em especial na vida daqueles que buscam viver para a sua glória, no entanto, isto não pode nos servir de desculpas para a incredulidade na oração. Não estou a sugerir que devemos entrar pelos caminhos das teologias acima mencionadas, mas que devemos orar e pedir a Deus com fé para que ele realize aquilo que só ele é capaz de fazer.

O atender e o realizar está nas mãos de Deus, o orar, o clamar, o buscar a graça e a misericórdia do Senhor cabe a nós. Estou convicto que Deus é bom (Sl 85:15) e por ser bom tem alegria em atender as orações de seus filhos. Evidentemente que devemos buscar em oração aquilo que agrada a Deus. É até possível que Deus resolva não atender meu pedido ou mesmo da forma como espero, mas isto é algo para além do meu conhecimento, portanto, vou orar com base no que sei, que Deus é bom e seus ouvidos estão atentos ao meu clamor.

por Luis A R Branco

Conheça o livro “O Caminho para a Espiritualidade”, por Luis A R Branco e José Carlos Pezini

B086820B-8D63-4BFF-B1C4-BBA8B72DEC82.png

ONDE COMPRAR

Anúncios

Um pensamento sobre “Deus é bom

  1. “(…) Já não se ora mais como um filho que pede alguma coisa ao seu Pai amado (…)”

    Considerai que oração não tem o mesmo significado de pedido! Caso contrário, não haveria orações de agradecimento, que não contivessem algum pedido. Orar não é pedir. Já aí o “Pai Nosso” tem sempre sido incompreendido até agora, por causa do mau hábito do ser humano de nunca se dirigir a Deus a não ser para esperar alguma vantagem ou mesmo exigir, pois no esperar já se encontra o exigir. E aí a criatura humana realmente sempre espera algo, isto ela não pode negar! Mesmo falando em traços gerais, que exista nela apenas o sentimento nebuloso de receber remotamente um lugar no céu.

    “(…) A vontade de Deus sempre será realizada, em especial na vida daqueles que buscam viver para a sua glória, no entanto, isto não pode nos servir de desculpas para a incredulidade na oração.(…)”

    A vontade de sua Eminência Deus sempre se realiza! E ao contrário do que o texto sugere, sempre se realiza em todos! Não apenas naqueles que se esforçam para Lhe agradar, mas também para todos os outros, sim, até para aqueles que se lhe opõem ferozmente! A vontade de sua Eminência Deus é sempre a que prevalece sobre a vontade de qualquer outra criatura! Todos têm de atuar segundo Sua vontade, só podendo sair dessa vontade nos limites que a vontade de sua Eminência Deus permite, porque no limite tal criatura perderá a auto-consciência de existir ou será parada de alguma outra maneira.

    “(..) mas que devemos orar e pedir a Deus com fé para que ele realize aquilo que só ele é capaz de fazer. (…)”

    Como escrevi anteriormente orar não é pedir!

    Quem orar deve apenas fazê-lo com a mais pura intuição, e sempre deve fazê-lo para agradecer a sua Eminência Deus. De nada serve estar a orar e a pensar no que vai cozinhar a seguir e estar a lembrar-se daquele prato que viu na televisão… tal Ser é um pecador, pois ousa dirigir-se a sua Eminência Deus sem de facto estar completamente dedicada, purificada e de boa vontade para tal.

    Quem quiser pedir a sua Eminência Deus algo deve fazê-lo apenas em última instância em situações limite! Por exemplo: percebe que algo na sua vida está errado e quer encontrar o caminho correto para o Reino Luminoso de Sua Eminência… aí pode apresentar de forma humilde e sincera perante sua Eminência Deus pedindo, por meio de envio de imagens… por exemplo: imaginando o grande Reino Luminoso no Céu, imaginando sua Eminência como uma grande Luz Branca acima de tal Reino Luminoso e que pede gesticulando de forma a dar a entender claramente que pede humildemente que sua Eminência conceda a dádiva de lhe estender um caminho luminoso do seu Reino Luminoso até si… que você terá de percorrer por si e que aceita tal condição! E que sua Eminência Deus permita que apenas a informação verdadeira chegue e nenhuma outra! Tal caminho só poderá ser-lhe mostrado, ao Ser Humano, por meio da palavra correta que mostra ao Ser Humano como deve agir corretamente e tudo quanto precisa de saber para atingir tal Reino Luminoso… mas o próprio Ser Humano tem de analisar o que lhe chega e esforçar-se por compreender e mudar interiormente… afinal de contas tem sido o Ser Humano que tem estado errado todo este tempo!. O pedido por meio de envio de imagens tão intuitivas quanto possível é aquela que chega ao além da forma mais correta e inalterada, esforce-se para que seja simples, mas detalhada o suficiente, para que qualquer Ser no além consiga entender seu pedido corretamente… e não seja uma misturada de coisas incoerentes! Vale mais uma imagem intuída por um momento que 1000 orações ditas por dizer! Também deve o Ser Humano aceitar que aquilo que acontecer é o que era melhor para a situação… se o Ser Humano consegue ou não compreender isso não invalida (exemplo: alguém está muito mal, e pede a Sua Eminência que auxilie tal Ser Humano pois mais ninguém consegue… mas este acaba por partir para o outro mundo na mesma… tal não invalida que seja de facto isso que era o melhor para tal situação! Ou então que tal Ser humano visado pelo pedido não pudesse ser auxiliado por não reunir as condições para tal).
    Também seria melhor que os seres humanos pedissem ajuda aos servidores de sua Eminência no além que existem para tais auxílios… mas seja como for, um pedido de auxílio genuíno sempre chegará onde precisa de chegar e sempre terá resposta… se é quando a pessoa espera, e da maneira que espera já é outro assunto… e também a resposta pode ser “Não”, mesmo que a pessoa não entenda deve aceitar que sabem o que fazem, e que a pessoa tem uma visão demasiado limitada para compreender o porquê de umas vezes auxiliarem e outras não.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s