Queria reinventar o mundo

Queria reinventar o mundo, 

Um mundo menor,
Com menos gente.
Queria um mundo onde só habitassem os amantes da vida, 
Um mundo mais aconchegante,
Com mais amor.
Queria um mundo sem armas, 
Um mundo sem fome,
Com menos governantes e mais líderes.
Queria um mundo onde não existisse bancos nem bolsas de valores,
Um mundo simples,
Com menos riqueza e mais igualdade.
Queria um mundo livre de todo tipo de imposição, 
Um mundo de pessoas responsáveis,
Com menos leis e mais organização. 
Queria um mundo onde a fé seria voluntária,
Um mundo onde crê quem quer,
Com mais sinceridade e piedade e menos falsidade e fanatismo.
Queria um mundo de branco, negros e pardos ‘todos juntos e misturados’, 
Um mundo sem classe social e sem títulos, 
Com gente educada e bem preparada.
Queria um mundo com muitas flores, jardins, florestas e rios,
Um mundo verde e com todo tipo de bicho,
Com gente consciente sobre a necessidade da preservação da vida e da natureza.
Queria um mundo com menos carros, só os necessários para o transporte público,
Um mundo com mais bicicletas, mais ciclovias e lindas calçadas,
Com gente indo e vindo, com sorrisos no rosto e boa saúde.
Queria um mundo de muitas cores, 
Um mundo diversificado,
Com gente de todo lado.
Queria um mundo de poetas, cancioneiros, filósofos, dançarinos e toda sorte de arte,
Um mundo sem profetas,
Com gente livre, pensadores e responsáveis pelo seu próprio destino.
Queria um mundo de valores morais, onde sexo fosse assunto privado,
Um mundo onde homens, mulheres e que suas escolhas fossem respeitadas,
Com gente autoconfiante, sem a necessidade de expor seu corpo para atrair a atenção.
Queria um mundo de gente apaixonada,
Um mundo de respeito e sem traições,
Com gente caminhando de mãos dadas numa profunda expressão de amor.
Queria um mundo com menos ruídos e mais vozes e o som da boa música,
Um mundo alegre, mas sem drogas, bebidas e cigarros,
Com gente livre de vícios e com boa disposição.
Queria um mundo sem fronteiras,
Um mundo de apátridas, 
Com gente em todos os lados sentindo-se igualmente parte desta grande família chamada humanidade.

por Luis A R Branco 


Se você gosta das minhas poesias adquira algum livro, tal como “Poemas” e assim contribuirá para que eu possa manter este blog e a oferecer todas as minhas poesias de graça.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Queria reinventar o mundo

  1. Eu também queria,do jeitinho que expuseste teu desejo;como nosso mundo fora criado.Contudo,o mundo por vir,que Deus tem preparado para os escolhidos,pela Suas promessas será ainda bem melhor.Vamos morar nesse mundo?Amei o poema,obrigada pela partilha,amigo porta.🌌🌠🌍

  2. “(…) Queria um mundo livre de todo tipo de imposição, (…)”

    Tal mundo se aproxima (depois do período do Juízo Final que decorre ter terminado o tal Reino de Deus de 1000 anos aqui na Terra), mas com a imposição de aceitar ser correto e esforçar-se nesse sentido. Desde que siga o que é correto (alguns podem considerar tal uma imposição) não haverá “imposições” inaceitáveis.

    “(…) Queria um mundo de branco, negros e pardos ‘todos juntos e misturados’, (…)”

    Todos misturados não é correto. Cada um nasce em determinada área do mundo, e não é por acaso. Não há impedimentos para viajar, mas a mistura não é correta.

    “(…) Um mundo sem classe social e sem títulos, (…)

    Sempre haverá várias capacidades, diversas, de subsistência, e com diversos níveis de responsabilidade. Desde que atuem segundo a Lei/ Vontade de sua Eminência Deus, não há problema e todos podem ser corretamente felizes de verdade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s