A Indonésia que você não conhece, mas exalta

Cristão morto na Indonésia

Cristão morto na Indonésia

Tenho observado com espanto várias pessoas elogiando o Governo da Indonésia por ter executado um brasileiro condenado por tráfico de drogas. Num país de grande violência, boa parte dela devido ao tráfico de drogas, é compreensível tanta manifestação. No entanto, o povo brasileiro esquece-se que no Brasil os traficantes de drogas vivem sob a mira da polícia, a maioria acaba morta por confrontos com a polícia ou traficantes rivais. E ainda precisamos recordar que muitos traficantes como, por exemplo, Fernandinho Beira-mar e Elias Maluco, cumprem penas em penitenciarias brasileiras de segurança máxima. Os criminosos que têm vida boa no Brasil, que aposentam-se e terminam seus dias em paz e serenidade são nossos políticos.

Acredito que a maioria dos que elogiam a atitude da Indonésia pouco ou nada conhecem sobre o país, nunca saíram do Brasil e muito menos conhecem a região. Tomo a liberdade de escrever como alguém que vive fora do Brasil há vinte anos, sendo quase dez deles no sudeste asiático. Deixa-me apresentá-lo a verdadeira Indonésia.

Jovem cristão espancado na Indonésia

Jovem cristão espancado na Indonésia

A Indonésia está entre os países mais corruptos do mundo, onde o suborno é uma prática comum. Uma vez sendo o maior país islâmico do mundo, a Indonésia tem um vasto histórico de atos terroristas, em especial contra propriedades e pessoas estrangeiras no país. É um dos países com maior ligação com a al-Qaeda através do grupo terrorista Jemaah Islamiyah Islamist. Como o brasileiro tem memória curta, já se esqueceu do ataque terrorista que ocorreu no Bali e que matou mais de duzentas pessoas, sendo cento e sessenta e quatro estrangeiros em 2002. Apesar de possuir uma população cristã com mais de trinta e seis milhões de pessoas, a Indonésia está entre os cinquenta países de maior restrição à liberdade religiosa. No dia 30 de outubro de 2005 a Indonésia decapitou três meninas indonésias simplesmente por serem cristãs, seus nomes são Theresia Morangke, de 15 anos, Alfita Poliwo, de 17 anos e Yarni Sambue, também de 17 anos. Além destas três meninas outros mil indonésios de origem cristã foram brutalmente assassinados entre 1998 e 2000, e mais de sessenta mil famílias cristãs expulsas das suas casas. Inclusive homossexuais são duramente perseguidos na Indonésia, apesar de não haver um lei nacional que condene o homossexualismo, muitos homossexuais são presos e acusados de obscenidades e outras mentiras criadas por policiais. A sharia, lei islâmica aplicada por autoridades locais exige que homossexuais presos recebam para além da prisão cem chibatadas como punição. A Indonésia é ainda um dos países de maior violência contra mulheres no mundo, apenas em 2013 aproximadamente 280 mil mulheres foram abusadas no país. Em termos de desigualdade e pobreza, a Indonésia possui aproximadamente 40 milhões de pessoas abaixo da linha de pobreza.

Sou contra a pena de morte, por convicções religiosas e humanitárias. Acredito que a vida, seja de quem for, é sagrada. E nunca saberemos ao certo os reais motivos que levam milhões de pessoas em todo mundo a se envolverem e traficarem drogas. No passado pestes ou epidemias destroçavam cidades inteiras, hoje, a ciência conseguiu eliminar muitas destas doenças, mas o homem movido por sua indole ruim e sua miséria espiritual e emocional se auto-destrói através das drogas. Se a pena de morte resultasse a Indonésia não teria aproximadamente 170 mil prisioneiros no país. E lá, politicos corruptos andam tão livres como os nossos.

por Luis A R Branco

Leia o livro “Brasil: o país de plástico” disponíveis nas lojas online abaixo:

bd8ede61-bed9-4e45-b065-137fc9ad3b12

ONDE COMPRAR

Anúncios

Um pensamento sobre “A Indonésia que você não conhece, mas exalta

  1. Nosso país,continua andando na contramão das verdades,preferem o culto impuro das mentiras,visto que não são afeitos à pesquisa,preferem “emprenhar pelos ouvidos “,caríssimo escritor. Parabéns,texto escrito com muitos conhecimentos de causa!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s