Tejo

Posted on 13 de Novembro de 2014

2


Foto de autoria de Luis A R Branco

Foto de autoria de Luis A R Branco

O céu azul cobre Lisboa,
E as águas do Tejo refletem a sua cor,
Suave e gélido sopra o vento rio acima trazendo do Atlântico o seu frescor.

Deitado às margens do rio,
Sinto seu perfume, o vento e o sol com seu calor.
Tejo, rio de histórias mil, de onde partiu Cabral que descobriu o meu Brasil.

Tejo que como artéria atravessa Lisboa,
Suas águas são como sangue que dá a cidade esta vida boa.
Lisboa cidade dourada e por seus poetas tão amada.

Tudo é beleza nesta cidade especial,
O céu, o rio, a terra, formam uma combinação colossal,
O Tejo deságua no mar inspirando os poetas o valor de uma vida sem igual.

por Luis A R Branco 

Se você gosta das minhas poesias adquira algum livro, tal como “Poemas” e assim contribuirá para que eu possa manter este blog e a oferecer todas as minhas poesias de graça.


ONDE COMPRAR

Anúncios
Tagged: , , ,
Posted in: Poesia, Portugal