Tejo

Foto de autoria de Luis A R Branco

Foto de autoria de Luis A R Branco

O céu azul cobre Lisboa,
E as águas do Tejo refletem a sua cor,
Suave e gélido sopra o vento rio acima trazendo do Atlântico o seu frescor.

Deitado às margens do rio,
Sinto seu perfume, o vento e o sol com seu calor.
Tejo, rio de histórias mil, de onde partiu Cabral que descobriu o meu Brasil.

Tejo que como artéria atravessa Lisboa,
Suas águas são como sangue que dá a cidade esta vida boa.
Lisboa cidade dourada e por seus poetas tão amada.

Tudo é beleza nesta cidade especial,
O céu, o rio, a terra, formam uma combinação colossal,
O Tejo deságua no mar inspirando os poetas o valor de uma vida sem igual.

por Luis A R Branco 

Se você gosta das minhas poesias adquira algum livro, tal como “Poemas” e assim contribuirá para que eu possa manter este blog e a oferecer todas as minhas poesias de graça.


ONDE COMPRAR

Anúncios

2 pensamentos sobre “Tejo

  1. Opa. Belo poema. Gostei muito da fluidez e da maneira simples e elegante que descreveu o rio e a paisagem e seu como um todo. Abordando a relação Brasil Portugal. Parabéns. Estive em Lisboa no início desse ano. Não tive muito tempo, na cidade, mas gostei muito. Abraços.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s