Políticos dos infernos ou de onde quiser

Extraído do Google Imagens

Extraído do Google Imagens

Há algumas coisas interessantes na forma do brasileiro fazer política, entre elas é a forma quase religiosa, aliás bem religiosa como lidam com a política. Nunca entendi o real significado de chamarem aquele panfleto com a cara, nome e numero do candidato de “santinho”, se na verdade boa parte deles estão mais para “diabinhos”, mas hoje as coisas deste mundo nefasto começam a fazer sentido para mim.

Outra coisa interessante nesta religião chamada política, são as promessas. Sempre entendi que promessas ao povo é uma prerrogativa divina, pois Deus é o único capaz de cumprir, não obstante as circunstâncias, as suas promessas. No entanto o político brasileiro, aliás o candidato, sente-se um deus capaz de abrir o Mar Vermelho para o povo passar a pé enxuto, bem, talvez abrir o Mar Vermelho seria uma ousadia muito grande para se prometer ou talvez poderia ser entendido como um plágio da concorrência. Então promete-se outras coisas, tais como a transposição de rios, abertura de estradas novas em lugares inimagináveis como a Rodovia Transamazônica que nunca ficou pronta, parecendo mais uma maldição destes deuses fraudulentos do que uma bênção. E as promessas se estendem à todas as esferas do dia a dia do desgraçado povo religioso. Tal como há santo para tudo, na política também há um candidato para tudo.

Na mitologia grega a esperança dos semi-deuses, como Hércules, era alcançar o Olimpo, na mitologia hindu a esperança dos sadhus é alcançar a superação do karma ou atingir o nirvana, na mitologia política brasileira o sonho desta diabada é alcançar Brasília. Que me perdoem os brasilienses, bem como Juscelino Kubitschek e Oscar Niemeyer, mas se existe alguns infernos na terra, Brasília, mas especificamente a Esplanada dos Ministérios, é um deles. Será por isto que um anti-cristo esquizofrénico como o Inri Cristo resolveu se instalar em Brasília?

Extraído do Google Imagens

Extraído do Google Imagens

Uma característica interessante dos políticos semi-deuses é a facilidade como mudam da promessa (ato divino) para a acusação (ato satânico) em seus debates públicos. Bem, como dá para se perceber esta corja não é para se confiar! Mas como todo brasileiro religioso, parte de uma “democracia” ou “demoniocracia” que nos obriga a votar, escolhi um diabo de baixo escalão, nem sequer prestei atenção em suas promessas, pois já sei que é mentira, renovei meu título, que graças a Deus (com “D” maiúsculo), não trazia o número da besta, e vou votar e mandar uns diabos destes para o inferno.

por Luis A R Branco

Adquira o livro “Sátiras, Contos e Lendas”, escrito por Luis A R Branco, por apenas €0,88 (na versão digital).

BookCoverPreview.do 2

Onde comprar:

Clube de Autores

Google Play Books

Livraria Saraiva

Amazon

Livraria Cultura

5 pensamentos sobre “Políticos dos infernos ou de onde quiser

  1. Bom, bem sarcástico né. Ótimas analogias. O cenário político atual, e desde muito tempo livre, é desolador. Eu, pra ser sincero, não voto mais, pago a minha multa e deixo estar. Mas por incrível que pareça gosto de alimentar esperanças em relação ao futuro político do nosso país. Acho que tem potencial pra melhor a sociedade a política, quando levada a sério, quando tudo não está baseado nos jogos de interesses. Seibque tem gente por ai da própria política que tem objetivos decentes para com a mesma, infelizmente essas pessoas não têm notoriedade. Mas me apoiando na mitologia grega os políticos são uma espécie de Hades, que que assisti a massa ir caminhado na mesma direção para se acabar no buraco sem volta do mundo dos mortos (miseráveis).

  2. Bom, bem sarcástico né. Ótimas analogias. O cenário político atual, e desde muito tempo, é desolador. Eu, pra ser sincero, não voto mais, pago a minha multa e deixo estar. Mas por incrível que pareça gosto de alimentar esperanças em relação ao futuro político do nosso país. Acho que tem potencial pra melhor a sociedade a política, quando levada a sério, quando tudo não está baseado nos jogos de interesses. Seibque tem gente por ai da própria política que tem objetivos decentes para com a mesma, infelizmente essas pessoas não têm notoriedade. Mas me apoiando na mitologia grega os políticos são uma espécie de Hades, que que assisti a massa ir caminhado na mesma direção para se acabar no buraco sem volta do mundo dos mortos (miseráveis).

  3. Bom, bem sarcástico né. Ótimas analogias. O cenário político atual, e desde muito tempo, é desolador. Eu, pra ser sincero, não voto mais, pago a minha multa e deixo estar. Mas por incrível que pareça gosto de alimentar esperanças em relação ao futuro político do nosso país. Acho que tem potencial pra melhor a sociedade a política, quando levada a sério, quando tudo não está baseado nos jogos de interesses. Sei que tem gente por ai da própria política que tem objetivos decentes para com a mesma, infelizmente essas pessoas não têm notoriedade. Mas me apoiando na mitologia grega os políticos são uma espécie de Hades, que assisti a massa ir caminhado na mesma direção para se acabar no buraco sem volta do mundo dos mortos (miseráveis).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s