Homossexualidade, Deus e a Bíblia (breve comentário)

Posted on 30 de Agosto de 2014

0


No livro de Josué, vemos uma narrativa interessante, não é sobre a homossexualidade, mas a mensagem nos ajuda a esclarecer algumas questões sobre a homossexualidade. Depois de terem conquistando quase todas os povos que viviam naquela área e conquistarem suas cidades e riqueza, algo que era quase impossível para uma nação de escravos, que serviu sob a escravidão por quase 430 anos, depois de todas as bênçãos recebidas, eu poderia supor que estas pessoas estavam esperando um Deus exigente e com uma longa lista de mandamento, mas ao invés disto Josué disse: “escolhei hoje a quem irão servir” (Js 24:15), em outras palavras: “vocês são livres para escolherem”. Não faria sentido Deus resgatá-los do Egito, e mantê-los escravos de Sua vontade. 

Como eu vejo este texto em contraste com a realidade homossexual? Creio que Cristo morreu por todos os homens, os bons e os maus e que ninguém poderia alcançar a salvação, exceto por Cristo. Em Cristo, Deus nos torna livres do poder das trevas, do poder do pecado e do poder dos nossos próprios desejos. Nossos desejos não irão desaparecer, mesmo que Jesus tenha morrido na cruz por nós, nosso desejo é parte do que somos. Todos nós temos desejos, puros e impuros. Através de Cristo, Deus conquistou-bis todas as coisas, e deixou tudo a nossa frente para que escolhêssemos o que fazer, para onde ir, e quando ir. 

Acredito que se nós escolhemos uma maneira de viver diferente daquela que Deus espera de nós, nenhuma luz de trovão cairá sobre a nossa cabeça, nós somos livres para andar de qualquer maneira que escolhermos em nossa liberdade. No entanto, devemos pensar no que o caminho que escolhemos não irá necessariamente levar-nos a Deus. Devemos ser responsáveis ​​e enfrentar a realidade de que é uma mentira supor que qualquer caminho que tomamos irá nos levar a Deus. Mesmo assim, Deus sempre nos ama, mesmo quando nos afastamos dEle. Acredito que todos os homossexuais merecem ser amados, respeitados e tenham seus direitos civis garantidos. Não é preciso promover uma cruzada contra eles, nós não vemos isso na Bíblia. Devemos amar, respeitar, abraçar e compartilhar as boas novas com eles em amor e deixá-los com Deus. 

Não creio que devemos fechar a igreja para eles, mas ao mesmo tempo eles devem entender que a Igreja reconhece que viver como homossexual é contrário ao que Deus espera da igreja, e eles precisam respeitar a igreja e não forçar seu caminho a dentro. Agora, se os homossexuais e algumas igrejas decidiram abraçar totalmente a homossexualidade, devemos deixá-los em liberdade, sabendo que todos nós iremos comparecer um dia diante de Cristo, para o julgamento de todas as nossas ações.

por Luis A R Branco


Adquira o livro Verdade Na Prática: Textos Selecionados por apenas $4,99

20140417-084042.jpg

ONDE COMPRAR

Anúncios
Posted in: Filosofia, Teologia