A VELHICE NOSSA DE CADA DIA

Posted on 29 de Junho de 2014

3


Extraído do Google Imagens

Extraído do Google Imagens

A velhice aflora lentamente, como uma dádiva ou destino nosso de cada dia,
Chega enfraquecendo o corpo e a mente paulatinamente, quase imperceptível.
Um dia olhámo-nos no espelho e lá tu estas,
Tão presente, tão marcante, tão distante daquele que um dia fomos.

A velhice aflora lentamente, como uma dádiva ou destino nosso de cada dia,
Levando para longe nossa juventude e vigor.
Um dia apercebemo-nos da pele enrugada, dos cabelos embranquecidos
E da memória que recusa-se a olhar para frente, mas para um passado que já não existe mais.

A velhice aflora lentamente, como uma dádiva ou destino nosso de cada dia,
Traz consigo a sabedoria, fruto de anos a fio de nossa ignorância.
Um dia encontramo-nos a aconselhar os mais jovens
A não fazerem o que fizemos e gostamos.

A velhice aflora lentamente, como uma dádiva ou destino nosso de cada dia,
Com ela surgem as dores do corpo e da mente.
Arrependimentos pelo que fizemos ou deixamos de fazer,
Remorso por atitude tão mesquinha, tão humana, tão nossa.

A velhice aflora lentamente, como uma dádiva ou destino nosso de cada dia,
Com ela ressurgem as lembranças dor amores não vividos.
Amores que vieram, passaram e se foram,
Mas o melhor deles ficou e connosco envelhece nesta mesma sina inevitável.

A velhice aflora lentamente, como uma dádiva ou destino nosso de cada dia,
Apagando lentamente a luz da vida temporal, enquanto acende outra na atemporal.
O corpo finalmente se rende, curvando-se diante desta implacável realidade,
Com os olhos enfraquecidos contemplamos um horizonte que apaga-se lentamente,
E como que num teatro abrem-se as cortinas de uma nova dimensão.

por Luis A R Branco

 

Conheça o livro “Poesias, Prosas e Pensamentos” do autor:

20140509-083927.jpg
Podes adquirí-lo numa das seguintes lojas:
Amazon por R$16,37 em KINDLE ou por $10,99 em papel
Google Play por €5,49
Book Depository por €11,01 (o frete é sempre grátis na Book Depository)

Anúncios
Tagged:
Posted in: Poesia