A riqueza que um homem precisava: uma ficção sobre o homem que queria ser o mais rico do mundo

624px-Winged_goddess_Louvre_F32Um dia enquanto comiam e bebiam na casa da família ATX (cognome escolhido pela família que tinha superstição com a letra X, para esconder o verdadeiro nome da família que era Ate, nome da deusa grega da insensatez). Ouviram falar que havia tanta riqueza no mundo que era possível se tornar bilionário como num passe de mágica. O Sr. ATX, chefe da família, e muito cobiçoso, logo pensou em voz baixa: “Se viesse a ser o homem mais rico do Brasil e depois o mais rico do mundo, não temeria a ninguém, nem mesmo o diabo!”

Acontece que o diabo tinha sentado-se num recanto da lareira e tinha ouvido tudo e ficara contentíssimo com o que o Sr. ATX dissera.

“Muito bem! – Pensou e disse o velho diabo: – Dou-te toda a riqueza que conseguires ajuntar num único dia. E assim saiu o Sr. ATX, a assinar contractos, vender sonhos, tomar empréstimos, e quanto mais conseguia, mais lhe era fácil adquirir as coisas. O diabo, velho e astuto, para facilitar, colocou alguns de seus agentes disfarçados de políticos para facilitarem-lhe ainda mais a vida.

450px-Oceanus_at_TreviAcontece que o mesmo diabo, disfarçou-se de uma linda mulher, apresentou-se como Conselheira Financeira, chamada Sra. Métis (deusa grega da sabedoria), que aconselhou ao Sr. ATX a investir toda sua riqueza no mar, pois colheria depois milhares de vezes a soma do que o havia investido. Encantado pela beleza e pela voz da Sra. Métis, e por esta ter um tio chamado Sr. Oceano (deus grego dos poços, fontes) que era muito conhecedor daqueles negócios, deu a eles toda a confiança.

O que aconteceu foi que ao escolher onde investir a riqueza do Sr. ATX, por infelicidade e estupidez do Sr. Oceano, investiram-na toda numa parte pertencente ao Sr. Perses (deus grego da destruição), que controlava, inclusive, as bolsas de valores do mundo, e aliado ao diabo, no mesmo dia levou o Sr. ATX a completa falência.

Exausto, caído no chão, sem força para se levantar e encarar o mundo, aparece-lhe dentre as nuvens um velho sábio chamado Tolstoi que lhe diz: “Nascemos sem nada, partimos desta vida sem nada levar, a não ser, sete palmos de terra.” E assim terminou a triste aventura da família ATX, que de tão vaidosa havia dado aos filhos nomes dos deuses vikings, mas mesmo com nome de deuses, continuaram a ser homens e a cometer os pecados dos mortais.

por Luis A R Branco

“Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” 1 Timóteo 6:10

Anúncios

10 pensamentos sobre “A riqueza que um homem precisava: uma ficção sobre o homem que queria ser o mais rico do mundo

  1. Um texto em forma de parábola que ilumina muitos pontos a serem questionados, a insensatez, o amor ao dinheiro, o orgulho e o resultado de tudo isso. Vejo retratada nossa realidade diária, e personagens conhecidos, o ser humano ainda tem muti que aprender, e o único caminho é a ética, e mais que isso a espiritualidade e a fé.

  2. Esse texto deveria ser colocado em um livro escolar. A ganância e a vaidade, quando juntas, ficam burras e cegas frente a uma oportunidade. Bom e divertido texto.

  3. Risos…

    Simples… Direto… Objetivo… e sem o comum medo de errrrrrrar… bem como, firmado na essência refinada que associa o natural e o real, como se fora um colírio, não para os olhos, mas, para a mente confinada na própria beleza dos que investem abertamente no bom senso… sem calar, diante da natural estupidez humana, nos caminhos dos que desconhecem os motivos primordias de Deus para o bem dos criados por suas próprias mãos, ou seja, a sensatez diante da própria vida.

    O Senhor seja contigo,

    O menor dos teus irmãos.

      • A altura visível para Deus, ultrapassa o senso comum, e não se parece, de forma alguma ou nenhuma, com a altura física de Golias, e sim, com a altura das orações de um coração humilde, sincero e agradável ao Senhor, o nosso Deus, com ousadia em agradecimentos realizados, por quem mede conscientemente em profunda análise o seu coração e o maravilhoso significado da misericórdia e da bondade, na qual, o ser humano pode realizar na presença Deus.

        O Senhor seja contigo,

        O menor e abraços.

      • Obrigado, a cada dia me deu mais conta de que Deus esta mais perto do homem, da sua realidade e constante necessidade e que as portas para que o homem possa conhecer esse Deus que descrevestes também estão abertas. Subimos e descemos a mesma avenida em procura um do outro, mas o muro da religião ao meio nos impede este encontro. Abraços, Luis

  4. A ganancia ainda é um sonho intangível, de muitos,posto que nem todos se contentam com o suficiente.Excelente conto,contextualizado nas figuras da mitologia,cada qual na sua respectiva ciência;e,que,ainda nos dá uma relevante lição de vida.Parabéns,pela excelência da criatividade!

  5. Pingback: VERDADE NA PRÁTICA

  6. Pingback: A Cultura da Corrupção no Brasil | VERDADE NA PRÁTICA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s