A chuva – amor e ódio

20140210-104034.jpg
A chuva cai mansamente sobre a terra,
Rega a vegetação e repõe as reservas dos mananciais.
Cai tão serena e meiga que vira versos de poesias nas bocas dos poetas.
Sua queda tranquila, ajudada pela brisa suave é um convite ao amor,
É um convite à cama e ao aconchego do lar,
Onde aos pés da mãe, avó e tias, as crianças ouvem atentas os contos de outrora.

A chuva cai impetuosamente sobre a terra,
Transborda os rios mais rasos,
Com força que destrói algumas plantações e massacra as flores mais frágeis,
Sua força, ajudada pelo vento forte, relâmpagos e trovões assustam crianças,
Que aos pés da mãe, avó e tias, buscam a segurança e refúgio que os livre da força da natureza.

A chuva cai com violência sobre a terra,
Inunda cidades, casas, carros, destrói plantações e arranca pelo caminho as obras das mãos dos homens.
Com sua violência derrete montes, faz as pedras deslizarem e junto com a terra destroem tudo pelo caminho. Ajudada pelos vendavais, arranca árvores e telhados espalhando por todos os lados as marcas da sua ira.
Raios atravessam os céus, trovoadas estremecem a terra e aterrorizam aqueles que ainda não foram arrastados pelas águas.
Não há piedade, crianças, mães, avós e tios são sugados por esta mistura de água, terra, pedra e lixo fazendo com que a morte triunfe e nos reste apenas a dor.

Chuva, como pode nos amar tanto?
Chuva, por que te aborreces conosco?
Chuva, por que nós odeias com tamanha fúria?

Luis A R Branco

Adquira aqui o livro Poesias, Prosas e Pensamentos

20140210-104400.jpg

Anúncios

5 pensamentos sobre “A chuva – amor e ódio

  1. Saudade das chuvas.
    Aqui estamos há mais de 3 semana com temperaturas em média de 35 graus sem uma gota de chuva.
    Lendo esta bela poesia tive saudades dela, da maneira como escorre nas sarjetas, na forma que empoça lá no gramando do sitio.
    Do frescor nas folhas das arvores que sofrem com a poeira e clamam pela chuva.
    Chuva, chove, chuva chove, saudades!!

  2. Querido rev. Alex primeiramente quero lhe agradecer pelos seus belos artigos que nos Enrique. Depois agradecer a Deus por ti conduzir firme e fiel as Escrituras sagradas. Abrsço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s