Um herói na minha vida

Posted on 9 de Novembro de 2013

2


imageCresci te vendo um herói,
Herói do que? Herói do ganha pão!
Tu foste a certeza de que todos os dias eu estaria na escola,
E que todos dias eu estaria de volta em casa.

Te vi trabalhar duro, do amanhecer ao entardecer.
Tudo o que fizeste foi excelente, a perfeição fazia parte da tua vida,
Desde um modesto café à grandes jardins, em tudo eras excelente.
Nunca te vi refazer algo que já havia feito uma vez.

Mas, de tudo, o que mais sentirei falta e do teu jeito,
Eras espontâneo e o amor sempre fluiu dos teus lábios como água de uma fonte.
Eras irreverente, galanteador, às vezes canastrão, mas em teu coração cabia o mundo.
Teu sorriso inesquecível não desaparece da minha mente.

Teu nome só me traz o sentimento de amor, ternura e bondade,
Não, não eras perfeito, mas um direito adquirido dos mortos é a perfeição,
Portanto, teus defeitos já foram engolidos por um buraco negro qualquer do universo.
Restou a ti, simples, amável, alegre, servo, amante de tudo e de todos.

Tenho em mim uma saudade sem fim, quando penso em ti os olhos enchem de lágrimas,
A voz fica embargada, o coração parece contorcer-se de dor. Amar dói!
Sempre soube que te amava, mas nunca imaginei o quanto.
A ti meu pai ofereço estes versos in memoriam,
Na esperança de estas palavras me alentem o coração,
Nunca te esquecerei!

Luis A R Branco

Anúncios
Posted in: Poesia